Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Os deputados e senadores nunca se importaram com a causa gay. As pouquíssimas vitórias alcançadas, como o reconhecimento da União Estável Homoafetiva aconteceu graças a uma decisão do Supremo, que apesar de ter peso, na verdade, até agora nenhuma linha da lei foi mudada.

Hoje os deputados estão fazendo uma propaganda sobre a PL122 que dizendo que irá proteger os homossexuais da discriminação,

Mas esta lei sendo aprovada, nada irá mudar para a vida dos homossexuais. Eles continuarão tendo que buscar socorro no judiciário sempre que desejarem proteger algum direito patrimonial, como a partilha, a herança e a pensão em caso de morte do companheiro.

Se os Deputados tivessem realmente preocupados com os homoafetivos, criariam na lei, condições para que estes tivessem direitos iguais: e o casamento civil em cartório! Por que não?

Mas os parlamentares são covardes, não têm coragem de enfrentar a massa fanática, e por conta dos votos. Cada dia mais pastores são eleitos com milhares de votos, e muitos votos, em especial os da Igreja Católica, são direcionados aos fieis, sendo intimamente ligados o PT, que a cada dia está mais sujo do que nunca.

A PL122 não diz que o homossexual é ser humano como qualquer um de nós. Ela só diz que ‘não pode bater neles’. Mas a possibilidade de punição já existe, e se não é qualificando algumas vezes como crimes de ódio, acontece apenas por ignorância dos operadores do Direito.

Torço para que a PL122 não seja votada antes do reconhecimento do casamento civil homoafetivo em cartório, pois então estaríamos criando discriminação no texto da lei. Daria início a uma espécie de Estatuto do Gay. Lembrando que em nosso ordenamento existe o Estatuto da Criança e adolescente, e do idoso. Mas o Gay não é insuficiente, e não deve ter o resguarde aplicado a criança e ao idoso. Ninguém quer ser resguardado em seu espaço, mas respeitados no mundo.

Estabelecer diferenças, mesmo na Lei, nada mais é do que discriminação, cuja consequências é sempre mais preconceito.

Leia mais em http://silviolobo.com.br

Deixe seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios