Instagram

Ajude-nos

Você sabia que qualquer pessoa pode publicar neste site, mas que todo custo é pago apenas pelo editor?
Se deseja ajudar este projeto, pode fazer doações de qualquer valor, mesmo poucos centavos, por meio de depósito em poupança da Caixa Econômica Federal. Anote ai!

Banco: Caixa Economica Federal [104]
Favorecido: Silvio de Souza L Júnior.
Agência: 1340
Operação: 013
Conta Poupança: 809559-4

Rua 44 SEUADVOGADO 200x600
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

   Após o reconhecimento da união estável homoafetiva pelo STF o casal gay Liorcino Mendes e Odílio Torres num cartório da cidade de Goiânia e fizeram deram entrada na papelada no dia 9 de maio.
   O juíz que Villas Boas, que de boas só tem o o sobre nome, agiu de ofício, o que significa que sem ser provocado. Assim, juiz Jeronymo Pedro Villas Boas,  juíz da 1.ª Vara de Fazenda Pública Municipal de Goiânia, anulou na sexta-feira o contrato de união estável celebrado pelo casal Liorcino Mendes e Odílio Torres num cartório.
   Que algum juíz não concordaria, todos sabiam, o interessante foi que o juíz chamou de inconstitucional a decisão do Supremo.

   Mas sabemos que cabe ao [[Supremo]] a interpretação da Constituição. A fala do juíz resguardando o que ele acredita, ficou um tanto confusa para todos.

   Em um ou outro caso específico, será fácil para o Supremo impor sua vontade, mas se a moda pega, e os juízes começarem a discutir as decisões do dito "orgão maior e zeloso guardião da Constituição", então o bicho irá pegar.

Por que nenhum juíz achou inconstitucional a decisão do STF que acabou com a lei da ficha limpa??
Leia mais sobre este assunto neste site! Use a pesquisa!