Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Moacir, brasileiro, casado, piloto, morador de Belo Horizonte, sempre adorou assistir às corridas. Aos 12 anos, o seu pai, André, o matriculou numa escolhinha para aprender a pilotar. Com 18 anos, já estava participando de diversos campeonatos de corrida, tanto em Belo Horizonte quanto nos demais Estados Federativos. No ano de 2011, foi inscrito para participar do maior campeonato da história da sua Equipe, que iria ser realizado na sua cidade, Belo Horizonte. Ao ficar sabendo do campeonato, Moacir abdicou da sua vida para treinar noite e dia. Além da dura jornada de treinamento, aproveitava o tempo livre para conhecer com mais afinco os seus adv ersários. Numa dessas buscas pelas informações sobre os demais corredores, ficou sabendo que Fábio, brasileiro, solteiro, piloto, residente e domiciliado próximo a sua casa, era um corredor muito forte e estava em busca do primeiro título do Circuito do Triângulo Mineiro. Sendo assim, começou a vigiar os treinamentos do seu adversário, no intuito de verificar se poderia tirar proveito de alguma coisa. Faltando duas semanas para o Circuito, Moacir, motivado pelo desejo egoístico de querer ganhar o campeonato, destruiu completamente o carro de competição de Fábio, causando um prejuízo irreparável ao corredor. Indignado com o
ocorrido, Fábio, no outro dia após a destruição do carro, resolveu procurar um advogado. Em face dessa situação hipotética, na condição de advogado contratado por Fábio, redija a peça processual que atenda aos interesses de seu cliente, considerando recebida a pasta de atendimento do cliente devidamente instruída, com todos os documentos pertinentes, suficientes e necessários, procuração com poderes especiais e
testemunhas.

Quem quebra esta? Resposta sai dia 06.06.2013

fonte: https://www.facebook.com/CersTv

Deixe seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios