Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

   Já ouviu falar sobre IP, muita gente já falou que é por ele que se invade um computador. Pois então. Cada vez que um computador, tablet, diversos celulares, notebooks acessam a internet ele obtem um IP (Internet Protocolo) é um número que serve como identificador do seu computador na rede.

O IP é formado de quatro centenas, de 0 até 255. O prímeiro IP 0.0.0.0 (ou 000.000.000.000) até 255.255.255.255 O fato é que são limitados.

Mas quantos Ips existem no protocolo IPv4?

Em linguagem técnica dizemos que existe 28.28.28.28 , sendo que 28 = 255

O total de combinações seria 232 ou 4.294.967.296

Quase 4.3 Bilhões de Ips possíveis, porém muitos não podem ser usados, exemplos:

Radiodifusão: 255.255.255.255
Configuração de modens: 192.168.x.x ; 10.1.x.x
Padrão: 0.0.0.0
Endereço testador ou localhost: 127.0.0.1

Os IPs possíveis são divididos em classes:

Classe A: grandes redes de empresas internacionais
Classe B: redes médias, ex.: campus de faculdades
Classe C: empresas pequenas e médias
Classe D: Usado para envio de pacotes a endereços especiais, ex. comunicação de roteadores
Classe E: Uso exclusivo experimentais, como indicadores do grupo D.

Concluindo, os IPs possíveis estão acabando. Os IPs fixos onde cada pessoa teria direito a um número, é algo que está desaparecendo devido a baixa oferta. Um serviço assim que antes era normal, hoje é muito caro.

A solução prevista é o IPv6 (IP versão 6) a nova geração de IP, lembrando que hoje usamos IPv4.

O que muda?

Praticamente tudo o que conhecemos e sintetizado neste artigo.

A quantidade de IPs será tamanhã que cada pessoa, computador, celular, itable, poderá ter um IP seu. Também terá que passar por mudanças os provedores, os sites, e muitos equipamentos mais antigos.

Os sistemas operacionais Windows, Linux e Mac usado nas casas já estão preparados, porém os provedores de internet, não!

Os endereços IPv6 são normalmente escritos como oito grupos de 4 dígitos hexadecimais, exemplo:

1081:1dc8:65b3:08d3:1329:8a2e:0841:7001

Sendo que sequencias 0000 poderão ser omitidas.

Exemplo: O IP a seguir tem uma sequência de Zeros, logo é possível ocultá-la,
1081:1dc8:65b3:0000:0000:000:0000:7001

Igual a: 1081:1dc8:65b3::7001 


E a quantidade de combinações:

IPv4 tem cerca de 4,3 Bilhões (4x109)
IPv6 terá 3,4x1038.

IPv4 = 4.294.967.296
IPv6 = 340.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000

Polêmica!!

A grande polêmica é que com um número tão grande de IPs, agora será possível que cada computador tenha um registro na internet, uma espécie de identificação. O que ajuda na segurança contra ataques hackers e vírus, mas que também colocam em cheque nossa privacidade.

Quem tiver o controle de um IP será capaz de saber exatamente tudo o que aconteceu com uma máquina, os sites que visitou, as senhas que digitou, as coisas que escreveu, tudo!

Para um mundo onde se fala em libertade e de luta constra a censura, poderá ser arriscado colocar tanto poder nas mãos dos governos ditadores.

Para não falar de nosso governos que já com pouco poder têm enormes escandalos relacionado a declaração de imposto de renda e extrato de contas violados.

Talvez amanhã um governante possa pedir para um amigo acessar a conta de um colega e saber se este está ou não apoiando ele na campanha. Imagina isto nas mãos do PT?!

Para você conhecer mais sobra a implantação do protocolo de Internet v6 no Brasil, consulte as referências:

O IPv6 é a nova geração do Protocolo Internet. (Fonte www.ipv6.br/)

Ele já vem sendo utilizado há algum tempo. Mas, agora, sua implantação deve ser acelerada. Ela é imprescindível para a continuidade do crescimento e da evolução da Internet.

 Desde o início de sua utilização comercial, há mais de uma década, prevê-se o esgotamento dos endereços IP. Esses endereços são usados para identificar cada computador na rede. Ações paliativas vêm sendo tomadas desde então, mas mesmo assim esses endereços devem esgotar-se no Brasil em algum momento entre 2012 e 2014.

 O IPv6 traz para a Internet um espaço de endereçamento capaz de suportar o crescimento da rede indefinidamente ou, pelo menos, em qualquer futuro que pudemos imaginar até agora. Além de resolver o problema de espaço, o novo protocolo também apresenta avanços em áreas como segurança, mobilidade e desempenho.

 Queremos, neste sítio Web, alertar a todos para a necessidade da implantação do IPv6. Procuraremos, além disso, fornecer ferramentas que permitam uma melhor compreensão da questão e auxiliem, de fato, a implantação. Colaborações são bem-vindas e incentivadas nesse espaço. Alguns dos artigos são escritos pela equipe do NIC.br, mas você pode também escrever seus artigos, apresentar seu case, ou fazer comentários nos artigos já existentes!

As perguntas frequentes organizadas pelo [[NIC.br]] ajudam bastante a compreeender, dê uma olhada:

http://ipv6.br/IPV6/AjudaIPV6Usuario  (Para usuários)

!! Visitando o site [[ipv6.br]] você poderá assistir a videos explicativos, muito bom!

Deixe seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios