Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Nasci pobre, e a grandeza disto só Deus sabe. Gosto daquele filme “Conversando com Deus”, vejo como é clássico a visão do homem queixando de tudo que não tem, e de como o “essencial é invisível aos olhos”. O mínimo pra vida é invisível, só conseguimos ver o que sobra, o excesso das coisas, só conseguimos ver o que tem além daquilo que consumimos.

Nasci nu, caminhei descalço, tropecei varias vezes, tomei banho na enxurrada e peguei frieira entre os dedos. Tirei furúnculo da poupança, e Deus sabe como é difícil sentar com aquilo. Será que Deus sabe?!... fico pensando se Deus teve um furúnculo na poupança, se brincou com cobra morta, se teve medo de morrer. Eu tive!... já pulei corpo morto baleado, atravessei pinguela de um córrego em tempestade. Já tomei banho de mangueira, tive fome na escola, comi alguma coisa que não gostava porque o sorriso da tia era maior que a coragem de empurrar o jiló para o canto do prato. Uma vez entrei num córrego em meio a uma tempestade pra tirar um homem que tinha se afogado. Ele morreu, não tinha como salvá-lo, já estava morto quando eu o peguei. Pescoço quebrado que não me impediu de manter durante nove minutos massagem cardiorrespiratória e respiração boca-a-boca.

 

Tudo o que sou, sou graças a mim ou graças a Deus, a quem consolo por não ter tido um furúnculo, pobre Deus, não teve as coisas menores.

 

Já falei que minha riqueza eram meus sobrinhos felizes, minha família unida e minha namorada cheirosa,... foi-se minha namorada!,

 

Não me tornei mais pobre quando ela se foi, ou quando decidi que ela deveria embora pra outro,... na verdade enriqueci-me com alguns trocados que deixei de gastar,... muito poucos,... enriqueci em experiência,... mas está “riqueza abstrata e invisível” não será falada aqui,

 

Aqui falo de todo o dinheiro que não tenho,... e não!

 

Não me venha com falácias de que “dinheiro” não importa, pois neste mundo ele é matéria e combustível,... Neste mundo o dinheiro é tudo... que importa se eu não sou deste mundo...,

 

De certo modo sei que não é minha culpa ter nascido pobre, mas que tenho grande parte de culpa se me deixar morrer assim,... só que me frusta,... Há momentos que não quero me preocupar com dinheiro,...

... se você não contar pra ninguém, eu também não conto, {jcomments on}

Deixe seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios