Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Ando por aí procurando um único meio de vida pelo qual me interesse, já não me sinto, pareço flutuar, não sinto ao menos o estado conciso de minha matéria olho e não vejo, tento me incorporar e ser eu mesma, mas não consigo, a alma está longe do meu corpo; sei que não mereço e não lutarei para isso. Continuarei "vegetando" ou será levado pelo destino? de nada a nada, na realidade não me sinto; e nem sei o que sou e me extravio em minhas próprias emoções.

Nota do Editor: O pequeno texto assinado por Ferreira Lima tem valor poético magnifico. Sua leitura é fácil, mas seu sentido é amplo e complexo. Para o título foi escolhido as primeiras palavras deste.

Deixe seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios