Instagram

Ajude-nos

Você sabia que qualquer pessoa pode publicar neste site, mas que todo custo é pago apenas pelo editor?
Se deseja ajudar este projeto, pode fazer doações de qualquer valor, mesmo poucos centavos, por meio de depósito em poupança da Caixa Econômica Federal. Anote ai!

Banco: Caixa Economica Federal [104]
Favorecido: Silvio de Souza L Júnior.
Agência: 1340
Operação: 013
Conta Poupança: 809559-4

Rua 44 Anunciar 600x300
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 

Adjetivo é a palavra variável que modifica substantivos, atribuindo uma características aos seres nomeados por eles.

Exemplo:

Paisagem silenciosa

Paragens mais animadas

Quanto à classificação podem ser:

-Simples
Quando formados por apenas um radical.
claro, escuro…

Compostos
Quando formados por dois ou mais radicais.

amarelo-claro, azul-escuro…

-Primitivos
Quando não derivados de outra palavra em língua portuguesa.
bom, feliz…

-Derivados
Quando derivados de outros substantivos ou verbos.
bondoso, amado…

Existem ainda os adjetivos pátrios, que se referem à origem ou nacionalidade.
brasileiro, paulistano, santista…

Os adjetivos flexionam-se um gênero, número e grau.

Quanto ao gênero, podem ser:

Uniformes
Quando uma única forma é usada tanto para concordar com substantivos masculinos quanto com femininos.
menino feliz, menina feliz…

-Biformes
Quando se flexionam para concordar com o substantivo que qualificam.
menino bonito, menina bonita…

Quanto ao número, podem ser singular ou plural para acompanhar o substantivo que qualificam.

menina bonita – meninas bonitas
pessoa feliz – pessoas felizes

Flexionam-se em grau para expressar a intensidade das qualidades do substantivo ao qual se referem.

Quanto ao grau, podem ser comparativos ou superlativos.
O grau comparativo pode designar:

- igualdade: Sou tão bonita quanto ela.
- superioridade: Sou mais bonita que ela.
- inferioridade : Ela é menos bonita do que eu.

O grau superlativo pode ser absoluto ou relativo.

- absoluto analítico: Ela é muito bonita.
- absoluto sintético: Ela é belíssima.
- relativo de superioridade
(analítico): Ela é a mais bonita de todas.
(sintético): Esta vila é a maior de todas.
- relativo de inferioridade: Ela é a menos bonita de todas nós.