Imprimir
Categoria: Letras, Arte e Paixão (II)
Acessos: 2649
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

"Uma vida não basta ser apenas vivida: também precisa ser sonhada" (Mario Quintana)

"Entre tantos loucos e livres existe um que é doce e que me falta" (Alice Ruiz)

"E esse é o maior dos sofrimentos: não ter por quem sentir saudades, passar pela vida e não viver. O Maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido..." (Pablo Neruda)

"Tantos livros na estante. E acabo folheando o coração" (Eugênio Leandro)

"Queixo me ás rosas, mas que bobagem. As rosas não falam" (Cartola)

"Você canta na cidade, cá no sertão eu infrento. A fome, a dô e a misera. Pra sê poeta divera, Precisa tê sofrimento" (Patativa do Assaré)

"Taras pra te morder. Cartas pra te selar. Sexo pra estremecer. Contos pra te encantar" (Zelia Duncan)

"Talvez que seja a brisa. Que ronda o fim da estrada, Talvez seja o silêncio, Talvez não seja nada..." (Fernando Pessoa)

"Mandei a palavra rimar, ela não me obedeceu. Falou em mar, em céu, em rosa, em grego, em silêncio, em prosa. Parecia fora de si, a sílaba silenciosa" (Paulo Leminski)

"Eu só visitei as estrelas pra te contar. Como era lindo o teu olhar. Visto de lá" (Amauri Falabella)

"O primeiro amor passou, o segundo amor passou, o terceiro amor passou. Mas o coração continua" (Carlos Drummond de Andrade)

"O tempo faz tudo valer a pena. E nem o erro é desperdício" (Ana Carolina)

"A saudade é o lado triste. O sol da manhã seguinte. Sobre os restos de um banquete" (Celso Viáfora)

"Organizar a esperança, conduzir a tempestade, romper os muros da noite. Criar sem pedir licença, um mundo de liberdade" (Pedro Tierra)

"Os homens pedem carne. Fogo. Sapatos. As leis não bastam. Os lírios não nascem da lei" (Carlos Drummond de Andrade)

"Como pois interpretar, o que os heróis não contam? Como vencer o oceano, se é livre a navegação. Mas proibido fazer barcos?" (Carlos Drummond de Andrade)

"Acordei bemol. Tudo estava sustenido. Sol fazia. Só não fazia sentido" (Paulo Leminski)

"Eu não tinha este rosto de hoje, assim calmo, assim triste, assim magro. Nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo" (Cecília Meireles)

"Se por acaso a gente se cruzasse iá ser um caso sério, você ía rir até amanhecer, eu ía rir até acontecer" (Alice Ruiz)

"Eu sou um passáro. Me trancam na gaiola. E esperam que eu cante como antes" (Renato Russo)

"Se possível congelaria muitos pedaços do bolo, pra durante o ano carente, comê-los como consolo." (Elisa)

"Pai eu já estou indo embora. Quero partir sem brigar. Pois eu já escolhi meu sapato. Que não vai mais me apertar" (Raul Seixas)

"...e para não tombar, para afirmar-me sobre a terra, continuar lutando, deixa em meu coração o vinho errante e o pão implacável da tua doçura" (Pablo Neruda)

"Não pondero, sonho. Não me sinto inspirado, deliro" (Fernando Pessoa)

"Tranbordando de flores. A calma dos lagos zangou-se. A rosa dos ventos danou-se. O leito dos rios fartou-se. E inundou de agua Doce. A amargura do mar." (Chico Buaque)

"Pra entender tem que se achar que a vida não é só isso que se vê. É um pouco mais que os olhos não conseguem perceber, que as mão não ousam tocar e os pés recusam pisar" (Paulinho da Viola)

"As almas são incomunicáveis. Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo. Porque os corpos se entedem, mas as almas não." (Manuel Bandeira)

"Para faer uma teia num minuto a aranha cobra pouco, apenas um mosquito" (Paulo Leminski)

"Daí vai ficando por aí, eu vou ficando por aqui, evitando, desviando, sempre pensando, se por acaso, a gente se cruzasse..." (Alice Ruiz)

"Aqui jaz um grande poeta. Nada deixou escrito. Este silêncio, acredito, são suas obras completas." (Paulo Leminski)