Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Quando Dilma Rousseff é acusada de ter favorecido Fernando Sarney, filho do Sarney (Senador), que ajudou a fechar acordo clandestino pelo qual um grupo de empreiteiras burlou o processo de licitação e é acusado de desviar dinheiro público da principal obra ferroviária do país. Aproveitando-se do PAC (vitrine da campanha de Dilma), esta foi aos jornais e declarou:

- Estou numa luta contra o câncer.

Em 2001, a candidata Roseana Sarney, desistiu da sua candidatura a presidência quando foi encontrado no seu comitê de campanha 1,34 milhões.

Eleição é coisa delicada,

Não há dúvidas que houve sim a doença, e não julgo se esta veio ou não a calhar. O grande “que” da questão, é que agora passada a doença, passaram os fatos, ninguém se lembra. O Brasil esquece tudo,

Dilma torna-se paciente, num cenário político onde seu adversário é um médico*. Ideal para um pais que adora a fraqueza e a impotência. Poucos intelectuais esperam a tão esperada explicação, ouvimos,

*[Serra não é médico, ele é um economista, esta fama entre os mais humildes surgiu pelas diversas ações feitas por ele junto ao Ministério da Saúde]

“A quimioterapia é algo muito desagradável, mas como tantos homens e mulheres que enfrentam esse desafio e superam, eu tenho certeza que nesse caso que eu vou ter um processo de superação dessa doença”, afirmou a ministra.

Nosso presidente falta tirar a roupa na frente dos governantes dos grandes centros capitalistas. Uni-se a miséria do mundo, defendendo o MERCOSUL, chegando ao extremo de oferecer nossas industrias para enriquecer urânio para o Irã, uma ditadura miserável que busca possuir bombas atômicas para mostrar ao “bosta” dos EUA que o programinha estadunidense “Átomos para a Paz” foi a grande “bosta” da decada de 70. EUA, Brasil e Irã têm cada um muita roupa suja para lavar, para se preocupar em lavar roupa pra fora,

Enquanto isto, nosso presidente aparece, o presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad, continua perseguindo todos que ousam dizer que seu governo não é maravilhoso, a tempo  Barack Obama vivencia o temor Hollywoodiano de colocarem um presidente negro sempre diante o fim-do-mundo.

Ainda sobre Sarney não deixe de ler a Matéria  O poder do clã Sarney , disponível na internet e com uma cópia referenciada também neste site,

 

Deixe seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios