Imprimir
Categoria: Notícias & Crítica (III)
Acessos: 2428
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Ao falar sobre o mau momento dos atacantes do Flamengo no Campeonato Brasileiro, Val Baiano deu a seguinte declaração na semana passada: - Confio em Deus. Acho importante rezar e orar. Só não gosto de macumba. Se fosse do bem, seria boacumba. Quem sabe jogar água benta nas traves da Gávea. (fonte: yahoo)

Isto rendeu ao jogador diversas crítcas, e em protesto contra uma declaração recente do atacante, a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), que foi fundada por umbandistas e candomblecistas, fará ato de repúdio contra o jogador na III Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa, no próximo domingo, às 11h, no Posto Seis, em Copacabana.{jcomments on}

Todos os dias vemos isto. Nas madrugadas na TV Record nem se fala, vão ofensas aos Católicos, Espiritas, e as religões afros nem se fala. Por quê? É uma questão de carater, de berço. Uma observação interessante é que um individuo que nasceu no seio de uma família evangélica não se vê fazendo grandes crítcas a outras religiões, o mesmo não acontece com os ditos "convertidos", pois estes fazem um verdadeiro inferno em nossos ouvidos. Isto se explica naturalmente por estes terem encontrado a religião no desespero de suas vidas, consequente de seus erros, e assim acham que o fracasso de suas existência é decorrente da religão anterior, dai vem o ataque.

Val Baiano está enrolado, se ele não fosse alguém com uma câmera na cara, ninguém daria a mínima para a besteira sem propósito que ele disse. Mas iram perdoá-lo, afinal, ele é negro. Povo racista!