Instagram

Ajude-nos

Você sabia que qualquer pessoa pode publicar neste site, mas que todo custo é pago apenas pelo editor?
Se deseja ajudar este projeto, pode fazer doações de qualquer valor, mesmo poucos centavos, por meio de depósito em poupança da Caixa Econômica Federal. Anote ai!

Banco: Caixa Economica Federal [104]
Favorecido: Silvio de Souza L Júnior.
Agência: 1340
Operação: 013
Conta Poupança: 809559-4

Rua 44 Anunciar 600x300
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Nasceu em Liverpool no dia 9 de outubro de 1940, e foi morto a tiros em Nova Iorque em 8 de dezembro de 1980

Informações históricas

Mark David Chapman (Fort Worth, EUA, 10 de maio de 1955) é um prisioneiro americano. Foi condenado à prisão perpétua e cumpre pena desde dezembro de 1980, por assassinar o músico inglês e ex-Beatle John Lennon, em Nova Iorque no dia 8 de dezembro de 1980. Sua liberdade condicional, com possibilidade bienal permitida a partir do ano 2000 (após vinte anos no cumprimento de sua pena), foi negada seis vezes.

Chapman alegou que vozes o mandavam cometer o crime. Sabe-se que "ouvir vozes" (o termo técnico é alucinação auditiva) é um fenômeno concernente a diversos transtornos mentais, podendo ocorrer também com pessoas normais, não sendo este o caso e não ficando provado que era verdade, foi efectivamente condenado.

Condenado à prisão perpétua, Chapman matou Lennon na noite de 8 de dezembro de 1980, numa segunda-feira, pouco antes das 23 horas, em frente ao edifício Dakota, onde o ex-Beatle vivia. Horas antes, Lennon autografara para Chapman uma cópia de seu recém-lançado álbum Double Fantasy. (Folha)