Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

.

motoqueiro seguro

 

Sou motoqueiro, uso moto todos os dias para ir para o trabalho, escola, casa da namorada, amigos e famíliares, mas não vejo a moto como um meio de transporte seguro, e por isto deixo algumas recomendações.

A primeira é que olhe sua moto antes de montar nela. Se pergunte se você está disposto triplicar sua observação do mundo, se fisicamente e psicologicamente está bem.

O que é estar fisicamente bem?
Estar fisicamente bem é, sobre tudo, estar fisicamente descansado. Você deve estar animado a olhar para todos os lados, até para cima, e forte para mover o guidon com velocidade ou devagar.

O que é estar psicologicamente bem?
Sobre tudo é não estar preocupado. Você não pode e não deve pilotar sua moto revendo um relacionamento afetivo, famíliar ou do trabalho. Logo se você brigou com a namorada, com o chefe ou com o mãe, é melhor ir de ônibus ou pedir uma carona. Se brigou com a namorada, peça caronha para uma garota, isto lhe fará bem.

O transito é uma bosta! Sabemos disto, mas será que é a solução para você, ter uma moto? As empresas de moto falam disto o tempo todo. Todas as vezes comparam a parcela de uma moto com o a passagem de ônibus. Mas e você tem a natureza de um motoqueiro, talvez você não foi feito para isto.

Pense muito antes de comprar uma moto por 'necessidade", e se comprar lembre-se que é para o trabalho e a escola, não é um lazer ou uma forma de aventura. Agora peço a atenção de vocês e vejam uma montagem que fiz a partir de fotos reais, com pessoas que caem de moto. (Estas fotos podem ser pesadas para você, mas são recomendadas até mesmo para quem faz o processo para obter a CNH)


Para quem acha que sou um destes idiotas certinhos que acham moto um perigo. Eu tenho uma intruder e sou fã dela, mas o que vejo na rua não me agrada muito, o mais crítico é,
 

  • Má formação, hoje para ter uma CNH Tipo A basta dar voltas em cones em baixíssima velocidade;
  • Abuso na velocidade;
  • Manobras perigosas;
  • Alta velocidade;
  • Ultrapassagem;


Mas a culpa não é apenas do motoqueiro. Ônibus do transporte coletivo e caminhões simplesmente ignoram as motos como se elas não existissem.

Um motoqueiro tem que dirigir para ele e para os outros. O motorista do carro também. Mas o para-brisa de uma moto é o rosto, e o air-bag é o peito do piloto, então as instruções de segurança serão melhor avaliadas.

Deixe seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios