Instagram

Ajude-nos

Você sabia que qualquer pessoa pode publicar neste site, mas que todo custo é pago apenas pelo editor?
Se deseja ajudar este projeto, pode fazer doações de qualquer valor, mesmo poucos centavos, por meio de depósito em poupança da Caixa Econômica Federal. Anote ai!

Banco: Caixa Economica Federal [104]
Favorecido: Silvio de Souza L Júnior.
Agência: 1340
Operação: 013
Conta Poupança: 809559-4

Rua 44 ANALOBO1 600x200
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Nota: Eu, Sílvio Lôbo, apoio leis mais duras, para punir de forma severa a violência cruel cometida contra os homoafetivos (muitos amigos meus).
    O que não concordo é a criação de uma lei que de destaque a um grupo, pois tratar o gay como diferente, por só é uma forma de discriminação. Imagina, se depois do Estatudo da Criança, e do Idoso, criados por se tratarem de humanos frágeis, tivermos o Estatudo do Gay?
    Por isto não concordo, com este show criado em torno desta Projeto de Lei, cuja única função é obter votos.
     Se os deputados e senadores quisessem realmente o melhor para os homoafetivos, criariam leis para garantir o estado civil de casados. (Hoje os homossexuais só podem ter a União Estável aceita, por força de decisão do STF, pois lei mesmo os políticos não criam).

     Acabo de ler o PL 122/2006, e acompanhei o extrato junto ao Congresso. A PL original 5003/2001 que chegou à Câmara é ideologia pura da chamada 'causa gay',
   Curiosamente, prevendo que seria visto como um protecionismo aos gays, a lei foi modificada, hoje fica qualificado como crime qualquer prática discriminatória ou de limitação por motivo de sexo, orientação sexual e identidade de gênero, origem, raça, cor, estado civil, situação familiar ou idade, (Art. 5, paragrafo primeiro).
    Destaque as novidades a limitação por estado civil, situação familiar, já que a idade é presente no Estatuo do Idoso, e a de sexo na Lei Maria da Penha, previdenciária entre outras.
Pela leitura positivista da Lei deu a compreender crimes os avisos como: "Pensionato apenas para moças" -> Limitação por sexo; "Contrata-se caseiro pra chácara, sem filhos" -> Limitação por situação familiar
toda censura e burra   Numa leitura positivista, "José procura moças de 18 a 30 anos para relacionamento sério" se enquadraria em crime de ódio duplamente qualificado, pela limitação de sexo e idade.
A Lei é tola, e redundante com muitas outras que já existem, e não funcionam.
   Sou contra o preconceito, mas está claro que se trata de um protecionismo exacerbado. O ordenamento jurídico brasileiro já tem como base igualdade e equilíbrio, dando status pétreos aos crimes de ódio. Logo não cabe mais uma Lei, principalmente uma que não prega a igualdade, mas a superioridade de um grupo, defendendo coisas que mais parece limitação ao direito de expressão.
pl122
   Mesmo a Lei Maria da Penha e a Lei Previdenciária é inconstitucional, pois deram privilégios as mulheres, cuja Constituição trata como iguais aos homens. Porém, ao lembrar das nossas mães e avós, em seu trabalho ao cuidar do lar e defesa dos filhos, foi concedido a ela esta benesse. Mas qual seria o feito dos homossexuais em relação aos héteros para lhe concederem privilégios e status honoríficos tão relevantes.
   As votações no Congresso como no STF são predominantemente decisões politicas, e quem faz a interpretação no caso concreto é o judiciário.
   É esperar para ver,
                      Texto de: Sílvio Lôbo, Ilustração obtida na internet.
Reflexão: Parlamento formado, vamos comemorar