Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Foi ou não foi suicídio? Alguém sabe!!??

Uma adolescente de 16 anos morreu ao cair de um prédio na Vila Carrão, Zona Leste de São Paulo, na madrugada deste domingo (31). De acordo com o Corpo de Bombeiros, a garota caiu do 15º andar de um edifício na Rua Lutécia por volta das 3h. A Polícia Militar trata o caso como morte suspeita. Apesar disso, policiais civis irão investigar as circunstâncias da morte. O caso foi registrado no 10º Distrito Policial, na Penha, Zona Leste. [[G1]]

Em entrevista os pais da jovem dizem que a filha era incapaz de cometer suicídio. Porém isto é sempre assim, nunca veremos uma mãe dizendo que a filha, ou filho, é louco e que tem problemas mentais e comportamentais. Mesmo que estes briguem com o companheiro de forma violênta e reinterada, sempre a mãe irá ver nisto uma normalidade.

Imaginem comigo: uma menina de 15 anos deixa casa, e passa a morar com um homem, e a família acha normal. Ai esta mocinha diversas vezes volta para casa com hematomas e rubores, e o papai e a mamãe acham normal. Ela liga para mãe gritando, eles tem que chamar a polícia, mas tudo é normal. Ai um dia a mocinha pula ou é lançada da sacada, e isto já 'não é normal'? 

Para mim existe muito de loucura ai. E nenhum jornal até agora abriu a boca para falar dos pais desta menina que deixou ela simplesmente 'ir morar' na casa de um caboco que supostamente batia nela?? - Se batesse mesmo, será que eles tinham deixado? E se deixassem, por que deixavam? 

Desculpe a expressão, mas parece que todos sabiam há muito tempo que isto ia terminar em 'merda', era questão de tempo,
    Thayna Lopes dos Santos, 15 anos, que afirmou no primeiro depoimento que o casal discutia muito, e que numa briga ela teria 'tentado' se jogar da janela do apartamento, um jeito que ela 'agiria para ameaçar Rafael" .., agora chega à delegacia com a mãe, e um advogado que parecia retirado de um filme da máfia italiana com uma gravata com o hercolubus, e como um robô afirma que 'nunca, nunca' ouviu a jovem ameaçar que se jogaria, "nunca, nunca ouvi", "jamais ela tiraria a vida dela"...! A mãe de Thayna Lopes, diz que leu sem assinar, (de certo só rubricou, como disse a Presidente Dilma, rsrsrs) Agora cá para nós, é palhaçada como se pode mudar depoimentos a bel-prazeres, ... mas cá para nós,... Estas casos sempre têm um bom dinheiro por traz.

Deixe seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios