Instagram

Ajude-nos

Você sabia que qualquer pessoa pode publicar neste site, mas que todo custo é pago apenas pelo editor?
Se deseja ajudar este projeto, pode fazer doações de qualquer valor, mesmo poucos centavos, por meio de depósito em poupança da Caixa Econômica Federal. Anote ai!

Banco: Caixa Economica Federal [104]
Favorecido: Silvio de Souza L Júnior.
Agência: 1340
Operação: 013
Conta Poupança: 809559-4

Rua 44 Anunciar 600x300
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Ourinhos (SP) confirmou a amputação da mão direita de um recém-nascido que deu entrada na Santa Casa local para uma cirurgia no intestino. O documento, entregue hoje à delegada Ana Rute Bertolaso, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), não é conclusivo quanto às causas da amputação.

O bebê Nicolas continuava internado no final da tarde na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. De acordo com o pai, Daniel Henrique da Cruz Almeida, a criança nasceu com o pâncreas colado no intestino e precisou passar por uma cirurgia. Ela foi internada no dia 13 de julho e saiu da cirurgia com a mão direita amputada.

estadao

Almeida soube por funcionários que teria ocorrido um problema com o bisturi elétrico usado na cirurgia e o bebê tomou choque, resultando em queimaduras de segundo grau no peito e na mão. O ferimento na mão se agravou, levando à necessidade da amputação. A direção do hospital abriu uma sindicância para apurar o ocorrido.

A delegada enviou ofício à Santa Casa requisitando a ficha ambulatorial e o prontuário com os procedimentos adotados e a medicação aplicada no bebê. Três médicos serão intimados para depor no inquérito aberto para apurar o caso, entre eles o que realizou a cirurgia e o responsável pela UTI. (