Imprimir
Categoria: Notícias & Crítica (III)
Acessos: 2552
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Ourinhos (SP) confirmou a amputação da mão direita de um recém-nascido que deu entrada na Santa Casa local para uma cirurgia no intestino. O documento, entregue hoje à delegada Ana Rute Bertolaso, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), não é conclusivo quanto às causas da amputação.

O bebê Nicolas continuava internado no final da tarde na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. De acordo com o pai, Daniel Henrique da Cruz Almeida, a criança nasceu com o pâncreas colado no intestino e precisou passar por uma cirurgia. Ela foi internada no dia 13 de julho e saiu da cirurgia com a mão direita amputada.

estadao

Almeida soube por funcionários que teria ocorrido um problema com o bisturi elétrico usado na cirurgia e o bebê tomou choque, resultando em queimaduras de segundo grau no peito e na mão. O ferimento na mão se agravou, levando à necessidade da amputação. A direção do hospital abriu uma sindicância para apurar o ocorrido.

A delegada enviou ofício à Santa Casa requisitando a ficha ambulatorial e o prontuário com os procedimentos adotados e a medicação aplicada no bebê. Três médicos serão intimados para depor no inquérito aberto para apurar o caso, entre eles o que realizou a cirurgia e o responsável pela UTI. (