Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

" Um cassino alemão devolverá nesta terça-feira (25/10/2011) uma pintura de 300 anos tomada de um marchand judeu pelos nazistas, informaram seus herdeiros.
   A obra, Os mestres da confraria de ourives de Amsterdã em 1701, é uma pintura de grandes dimensões de Juriaen Pool filho e constitui o nono quadro do marchand judeu Max Stern recuperado por seus herdeiros.
Desde 2002, a Universidade de Concordia tenta recuperar mais de 400 pinturas que Stern perdeu para os nazistas, que realizaram uma venda forçada em 1937.
Em dezembro do mesmo ano, Stern fechou sua galeria de arte, situada na cidade alemã de Dusseldorf, e fugiu para Londres, antes de se estabelecer no Canadá.
   "É a primeira vez que uma organização alemã nos devolve uma pintura", destacou Clarence Epstein, diretora de projetos especiais da Universidade de Concordia, em Montreal.
   A maior parte dos bens de Stern, que morreu em 1987, foi doada à Universidade de Concordia, à Universidade McGill, em Montreal, e ao Museu Hebreu de Jerusalém. Epstein não identificou o cassino que devolveu o quadro, a pedido da própria instituição. [ Fonte: AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso. ]

afp

Veremos o que o futuro nos reserva. Ainda existem muitos i's faltanto pontos, (Sílvio)
 

Deixe seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios