Imprimir
Categoria: Notícias & Crítica (III)
Acessos: 1170
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O referido vôo operava sobre marca comercial de Metrojet 9268.

 

 

 Darina Gromova tinha apenas 10 (dez) meses quando morreu no desastre do vôo Kogalymavia 9268. Sua mãe a fotografou no aeroporto de St Petersburg quando partiam para as férias.

Nenhum homem é uma ilha, isolado em si mesmo; todo homem é um pedaço do continente, uma parte da terra firme. Se um torrão de terra for levado pelo mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse o solar dos teus amigos ou o teu próprio; a morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte do gênero humano, e por isso não me perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti. (John Donne)

O vôo internacional Kogalymavia 9268 (7K9268 / KGL9268) operado pela companhia aérea russa Kogalymavia (com a marca Metrojet), caiu no norte do Sinai neste sábado, dia 31 de outubro de 2015 as 04:13 UTC (6:13 EST), após sua saída do Aeroporto Internacional de Sharm el-Sheikh, Egito, em rota para o Aeroporto Pulkovo, São Petersburgo, Rússia.

A aeronave era um Airbus A321 -231, e transportava 217 passageiros e 07 (sete) tripulantes. A maioria dos passageiros eram turistas russos, excetuando 01 (um) bielo-russo e 03 (três) ucraniano.