Instagram

Ajude-nos

Você sabia que qualquer pessoa pode publicar neste site, mas que todo custo é pago apenas pelo editor?
Se deseja ajudar este projeto, pode fazer doações de qualquer valor, mesmo poucos centavos, por meio de depósito em poupança da Caixa Econômica Federal. Anote ai!

Banco: Caixa Economica Federal [104]
Favorecido: Silvio de Souza L Júnior.
Agência: 1340
Operação: 013
Conta Poupança: 809559-4

Rua 44 SEUADVOGADO 200x600
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Quem assistiu ao Dr. House deve ter ouvido a sigla de uma doença, a LAM. Fui atrás e trago algumas informações:

mulhersiluetaLinfangioleiomiomatose pulmonar (LAM) é uma doença rara, de etiologia desconhecida, que basicamente afeta mulheres jovens no período fértil de sua vida. Clinicamente, manifesta-se através de dispnéia progressiva, pneumotórax de repetição, tosse seca e, menos freqüentemente, por quilotórax e escarros hemoptóicos.

Apesar da ausência de comprovação quanto à eficácia, o principal tratamento utilizado ainda é o anti-estrogênico e constitui-se de oofarectomia, progesterona contínua, tamoxifeno e análogos de GnRH. Além desse, a realização de transplantes pulmonares tem elevado para além de dez anos a sobrevida média das pacientes. Fonte: Medeiros Junior,Pedro - Carvalho, Carlos Roberto Ribeiro - http://biblioteca.universia.net, 

O senador Paulo Davim (PV-RN) anunciou em Plenário, nesta quinta-feira (17/03/2011), dois projetos de lei propondo isenção de imposto de renda e concessão de aposentadoria às portadoras de linfangioleiomiomatose (LAM). A doença rara, que afeta geralmente acomete apenas mulheres entre a puberdade e a menopausa, caracteriza-se pela presença de um tipo não usual de célula muscular que invade o tecido dos pulmões e, com o tempo, causam sua obstrução. Fonte: Roberto Homem / Agência Senado.